event-driven processing, processamento baseado em eventos

Um recurso da arquitetura de sistemas operacionais avançados, como o Apple Macintosh, o Microsoft Windows, o e o OS/2. No passado, os programas eram obrigados a interrogar, e na prática, antecipar todos os dispositivos com os quais poderia vir a interagir, como o teclado, o mouse, a impressora, as unidades de disco, a porta serial, e assim por diante. Em geral, a menos que se usassem técnicas de programação sofisticadas, um de dois eventos que ocorressem ao mesmo tempo se perderia. O processamento baseado em eventos resolve esse problema através da criação e manutenção de uma fila de eventos. Os eventos mais comuns são acrescentados à fila de eventos para que os programas os processem alternadamente; entretanto, certos tipos de eventos podem prevalecer sobre outros, caso tenham prioridade maior. Há eventos de diversos tipos, dependendo do sistema operacional que está sendo considerado: o pressionamento de um botão do ou de uma tecla do teclado, a inserção de um disco, a seleção de uma janela ou o recebimento de informações de um de dispositivo (como acontece no gerenciamento da transferência de dados da porta serial ou de uma rede). Ver também autopolling (polling automático); event (evento); interrupt (interrupção).
+
..
../..