Capítulo 3

O Joelho A articulação do joelho realiza movimentos de flexão e extensão. Partindo da posição anatômica (extensão), a flexão do joelho é um movimento posterior, ao contrário de outras articulações como a coluna, quadril, ombro e cotovelo onde a flexão é um movimento anterior. As rotações medial e lateral são movimentos resultantes de flexão e extensão do fêmur sobre a tíbia ou da tíbia sobre o fêmur (ver capítulo 1). Portanto, os exercícios para esta articulação enfatizam somente os dois movimentos (flexão e extensão), que são realizados no plano sagital sobre um eixo frontal. A articulação do joelho não possui uma grande estabilidade do ponto de vista ósseo, dependendo somente dos outros dois componentes (ligamentos e músculos), para preservá-Ia de lesões durante os movimentos. Por isso, o fortalecimento dos músculos que cruzam esta articulação é necessário para aumentar o grau de estabilidade e diminuir o risco de lesões ligamentares. Além disso, é o elo de ligação do membro inferior fundamental para qualquer movimento que dependa de absorção de impacto e deslocamento. Exercícios Para o Joelho Extensão do Joelho na Cadeira Extensora Este é um dos principais exercícios que isola o grupo muscular quadríceps femural, que compreende os vastos medial, lateral e intermédio e o reto femural. Destes quatro músculos, o reto femural é o único músculo bi-articular e, portanto, realiza extensão do joelho, flexão do quadril e anteversão da pelve. Os outros três realizam apenas a extensão do joelho. Um profundo conhecimento da anatomia dos músculos bi-articulares que cruzam a articulação do joelho é necessário, para a correta análise biomecânica dos exercícios desta articulação.