Cadeia Cinemática Aberta e Cadeia Cinemática Fechada Quando a extremidade distal, livre do corpo humano, se movimenta este movimento é denominado cadeia cinemática aberta. Muitos movimentos funcionais envolvendo a elevação de objetos e movimentos realizados na vida diária são movimentos de cadeia cinemática aberta. Por exemplo: o antebraço flexiona em direção ao braço através de uma flexão do cotovelo em cadeia cinemática aberta, e o braço flexiona em relação ao tronco pela flexão do ombro, também em cadeia cinemática aberta. Nestes movimentos, a origem fica fixa e a inserção se movimenta. No movimento de flexão de braço, por exemplo, as mãos ficam fixas e o tronco se movimenta em relação ao membro superior, caracterizando um movimento de cadeia fechada. A característica que distingue movimentos de cadeia fechada e de cadeia aberta é a função da extremidade distal da cadeia. Em cadeias abertas, os músculos se contraem para movimentar segmentos com extremidades distais que se movimentam livres no espaço. Os mesmos músculos contraem-se, através das mesmas articulações, para produzirem movimentos de cadeia fechada, quando as extremidades distais estão estáticas. Fig. 1.16 - Cadeias cinemáticas: a) Aberta; b) Fechada Note que os dois movimentos são de flexão do quadril.