Fig.1.13 - Os fatores que criam uma tendência de rotação no sentido da flexão são a força do bíceps e sua distancia do eixo (braço de momento de força). Os fatores que criam a tendência de rotação no sentido da extensão são o peso do objeto (na mão) e sua distância do eixo (braço de momento da resistência). Pelo fato de o torque envolver força (F) e braço de momento (BM), a quantidade de força muscular necessária para produzi-Io depende do braço de momento do músculo (distância entre a linha de ação da força muscular e o centro de rotação ou eixo) e o braço de momento da resistência. Alavancas Músculo-Esqueléticas No corpo, a maioria dos músculos opera com pequenos braços de momento, porque suas inserções estão próximas aos eixos das articulações. Como resultado, os músculos sempre produzem forças maiores do que os pesos de resistência que eles encontram. Forças de resistência, especialmente aquelas seguras pela mão, têm a vantagem mecânica de estarem a um braço de comprimento do eixo da articulação. Por isso, conclui-se que o sistema músculo-esquelético tem uma desvantagem mecânica em relação à produção de torque, mas possui outras vantagens que compensam muito esta deficiência. Entender esta vantagem envolve um maior entendimento dos sistemas de alavancas. A maioria das cadeias osteoarticulares (cadeias cinemáticas) do corpo é exemplo de alavancas de terceira classe. O eixo de rotação esta localizado em uma extremidade, a resistência (objeto sendo levantado) está próxima da outra