A expressão "encaixar o quadril", muito utilizada em academias de musculação para movimentos na posição em pé, é uma retroversão da pelve. A retroversão da pelve flexiona a coluna lombar e isto diminui a capacidade da coluna em suportar grandes cargas, motivo pelo qual esta postura não deve ser recomendada. Escápula - Realiza os movimentos de abdução, adução, elevação, depressão, rotação superior e rotação inferior. Os movimentos de rotação superior e inferior dependem respectivamente de abdução e adução da articulação do ombro. A inclinação anterior da escápula ocorre no eixo frontal, com um movimento ântero-inferior do processo coracóide e conseqüente movimento póstero-superior do ângulo inferior da escápula. Este movimento é associado com elevação da escápula. Ombro - Articulação entre a cabeça do úmero e a cavidade glenóide da escápula. Os movimentos desta articulação são: flexão, extensão, abdução, adução, rotação medial, rotação lateral e circundução. Quando o ombro está em flexão é possível realizar os movimentos de abdução e adução transversal desta articulação. As amplitudes para os principais movimentos são: flexão 120°, extensão 45°, rotação medial 70° e rotação lateral 90°. Para os movimentos de adução e abdução transversal (partindo de uma flexão do ombro de 90° como posição zero) as amplitudes são 90° para a abdução transversal e 40° para a adução horizontal. Partindo da posição zero, uma pessoa consegue realizar ate um pouco mais de 180° de abdução horizontal, porém, este movimento não é realizado somente pela articulação glenoumeral, mas pela adução da escápula e rotação da coluna vertebral. A adução transversal também pode ser feita em amplitudes maiores que 40°, porém, com concomitante abdução da escápula e rotação da coluna vertebral. Cotovelo - Articulação do tipo gínglimo (ou dobradiça) formada pela articulação do úmero com o rádio e a ulna. Os movimentos realizados por esta articulação são flexão e extensão e acontecem no plano sagital sobre o eixo frontal.